Projetos de Sinalização, Sistema Semafórico e Sistemas de Monitoramento e Controle para BRT

Escopo do Contrato: Projeto de Sinalização, de Sistema Semafórico e de Sistemas de Monitoramento e Controle para o BRT Corredor Aricanduva, em São Paulo-SP.

Contratante: Consórcio Systra-EBEI

Contratada: MDN Engenharia e Sistemas de Tráfego Ltda - Grupo Certare


O corredor de ônibus BRT Aricanduva está sendo implantado em uma das principais vias da Zona Leste da cidade de São Paulo. O projeto tem 13 km de extensão desde a Av. Radial Leste até o Largo São Mateus e estava previsto desde o Plano de Mobilidade Urbana de São Paulo, de 2015, como medida para aproximar a população do entorno às áreas mais centrais da cidade.


No escopo do projeto do BRT Aricanduva, a Certare ficou responsável pelos seguintes itens:

  1. Análise Funcional da Acessibilidade às Estações e Segurança Viária;

  2. Estudo Funcional de Configuração das Estações e Equipamentos de Controle e Monitoramento;

  3. Projeto Executivo de Sinalização Viária Horizontal, Vertical e Projetos Semafóricos;

  4. Monitoramento por CFTV - Sistema Viário;

  5. Rede de Conectividade;

  6. Centrais de Controle e Equipamentos e Sistemas Complementares do Corredor BRT.

Time Certare - Unidade SP

Os projetos têm como premissa garantir ao novo ordenamento viário agilidade e segurança para todos os modos de transporte envolvidos (pedonal, cicloviário, de transporte público e individual motorizado), uma vez que o fluxo de veículos na via é muito intenso.


Para o projeto, está previsto a construção de novas paradas de ônibus que serão elevadas ao mesmo nível da entrada dos ônibus e fechadas para viabilizar a cobrança desembarcada, aumentando a segurança viária e a velocidade operacional da operação do sistema. Assim, cada parada funciona como uma estação e conta com sistema de inteligência e vigilância.

Time Certare - Unidade SP

Esses projetos foram desenvolvidos para a Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras da Prefeitura da Cidade de São Paulo – SPOBRAS que realizará a execução da obra de implantação desse corredor de BRT e todos os projetos foram desenvolvidos de acordo com os manuais e instruções de projetos da Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo – CET.


Todos os parâmetros de sinalização dentro do projeto estão sendo atendidos e respeitando as normas de segurança e acessibilidade, sendo a NBR 9050/2020 que trata da acessibilidade a edificações, mobiliários, espaços e equipamentos urbanos. A acessibilidade universal foi aplicada a toda extensão do corredor, com acessos diretos e seguros às dezenas de estações de parada do BRT localizadas no eixo viário.

Figura 1. Exemplo de uma prancha do Projeto de Sinalização.

A rede cicloviária local também foi contemplada com a significativa expansão de sua malha que acompanhará paralelamente o BRT ao longo de todo o trajeto.

O sistema semafórico é outro ponto que ganha destaque com sua modernização e auxílio de sistema de monitoramento de controle. Além disso, a localização planejada das novas paradas de ônibus proporciona uma regulagem reduzida dos tempos semafóricos.

Figura 2. Exemplo de uma prancha do Projeto de CFTV.

O sistema de CFTV planejado para o corredor tem por objetivo implantar câmeras em pontos chave da via de forma que essa possa ter controle por videomonitoramento para a central da CET. Já o sistema de PMV projetado tem por objetivo fornecer informações em tempo real aos usuários da avenida como tempo de viagem, desvio de tráfego, atrasos, entre outros.

Figura 3. Exemplo de uma prancha do Projeto Semafórico.

Figura 4. Exemplo de uma prancha do Projeto de PMV.

20 visualizações0 comentário